PL EN


2012 | 15 | 55-80
Article title

A CONSTITUIÇÃO DAS IDENTIDADES NACIONAIS NOS TERRITÓRIOS DE IMIGRAÇÃO: OS IMIGRANTES GERMÂNICOS E SEUS DESCENDENTES EM CURITIBA (BRASIL) NA VIRADA DO SÉCULO XX

Content
Title variants
EN
The Constitution of the National Identities in the Territories of Immigration: Immigrants and Their Descendants in Germanic Curitiba (Brazil) at the End of the XXth Century
Languages of publication
PT
Abstracts
PT
O presente artigo considera a contradição jus sanguinis versus jus solis. De uma parte, o fato de que o processo imigratório e a integração do estrangeiro na sociedade brasileira foram caracterizados pela postura dos defensores do direito de sangue, notável, por exemplo, na construção de uma ideologia teuto-brasileira, fundada na „teuto-brasilianidade” – o Deutschbrasilianertum. De outra parte, o embate foi demarcado pelos ideólogos de uma nacionalidade e cidadania brasileiras alicerçadas no direito de solo. Num panorama bem amplo, o contexto é o da “Grande Imigração” (1850 a 1939); entretanto, se destaca o período compreendido pelas décadas de 1890-1900-1910. A partir das indicações fornecidas pelas memórias de um imigrante e utilizando como fontes registros de batismo de uma comunidade luterana, o objetivo deste artigo é ensaiar análises fundamentadas nos processos de nominação em três gerações de “teuto-brasileiros”, tendo como fonte os registros de batismo da Comunidade Evangélica Luterana de Curitiba.
EN
This article considers the contradiction between jus sanguinis and jus solis. On the one hand, the fact that the process of immigration and integration of the foreig¬ners in Brazilian society was characterized by the position of the defenders of the right of blood, important, for example, for the construction of a German-Brazilian ideology, founded on “German-Brazilianness” – or Deutschbrasilianertum. On the other hand, the clash was marked by the ideologues of one nationality and Brazilian citizenship grounded in the right of soil. In a very broad overview, context is the “Great Migration” (1850-1939), however, with particular attention given to the period of 1890-1900-1910. Basing on the memoirs of an immigrant and using as sources baptismal records of a Lutheran community in Curitiba. This article analyzes the processes of name-giving of three generations of “German-Brazilians”.
Year
Issue
15
Pages
55-80
Physical description
Contributors
  • Universidade Federal do Paraná (UFPR), Brasil
References
  • Ariès, Philippe (1990), “A História das Mentalidades”, em: Jaques Le Goff, Roger Chartier & Jacques Revel, A Nova História. Almedina, Coimbra, pp. 455-479.
  • Barth, Fredrik (1998), “Grupos Étnicos e suas Fronteiras”, em: Philippe Poutignat & Jocelyne Streiff-Fenart, Teorias da Etnicidade, Unesp, São Paulo.
  • Besnard, Philippe (1984), “De la sous-exploitation des prénoms dans la recherche socio¬lo-gique”, em: Jacques Dupâquier et al., Le prénom, mode et histoire. Les Entretiens de Malher 1980 (recueil de contributions). EHESS, Paris, pp. 51-59.
  • Blancpain, Jean-Pierre (1994), Migrations et mémoire germaniques en Amérique Latine. Pre-sses Universitaires de Strassbourg, Strassbourg.
  • Burguière, André (1984), “Prénoms e parenté”, em: Jacques Dupâquier et al., Le prénom, mode et his¬toire. Les Entretiens de Malher 1980 (recueil de contributions). EHESS, Paris, pp. 29-35.
  • Dreher, Martin Norberto (1993), “Protestantismo de Imigração no Brasil: sua Implantação no Con¬texto do Projeto Liberal-Modernizador e as Consequências desse Projeto”, em: M. Dreher (org.), Imigrações e História da Igreja no Brasil, Santuário, Aparecida/SP.
  • Fabris, Pamela Beltramin (2009), “Enquanto nós Dormimos o Alemão Trabalha”: Relações entre a Comunidade Étnica Germânica e a Sociedade Curitibana (1870-1918). Mono-gra¬fia, Universidade Federal do Paraná, Curitiba.
  • Fontes, Henrique (s/d), Nomes Germânicos de Pessoas. Faculdade Catarinense de Filosofia, Florianópolis.
  • Fontes, Henrique (1950), Digressões Antroponímicas. Edição do Autor, Florianópolis.
  • Gélis, Jacques (1984), L'arbre et le fruit. La naissance dans l'Occident moderne; XVIe-XIXe siècle. Fayard, [Paris].
  • Gollwitzer, Heinz (s/d), O imperialismo Europeu, 1880-1914. Verbo, Lisboa (original pu¬bli-cado em língua inglesa em 1969).
  • Green, Nancy L. (2008), “Tempo e Estudo da Assimilação”, Antropolítica, (25): 23-47. Recu-pe¬rado em 7 de julho de 2011, de http: //www.uff.br/antropoliti¬ca/revis¬tasan¬tro¬po¬li-ticas/revista_antropolitica_25.pdf.
  • Grützmann, Imgart (2005), “Produção de Livros em Língua Alemã no Rio Grande do Sul: a Süd¬amerikanische Literatur”, em: Isabel Cristina Arendt & Marcos Antônio Witt, His-tó¬ria, Cultura e Memória: 180 Anos de Imigração Alemã, Oikos, São Leo¬pol-do, pp. 318-336.
  • Guéguen, Nicolas (2008), Psychologie des prénoms, Dunod, Paris.
  • Guérios, Rosário Farâni Mansur (1981), Dicionário Etimológico de Nomes e Sobrenomes. Ave Maria, São Paulo.
  • Hobsbawm, Eric J. (2005), A Era dos Impérios; 1875-1914 (9a ed). Paz e Terra, Rio de Ja-neiro.
  • Lapierre, Jean-William (1998), “Prefácio”, em: Philippe Poutignat & Jocelyne Streiff-Fenart, Teorias da Etnicidade. Unesp, São Paulo.
  • Machado, Cacilda da Silva (1998), De uma Família Imigrante: Sociabilidades e Laços de Pa-ren¬tesco, Aos Quatro Ventos, Curitiba.
  • Magalhães, Marionilde Dias Brepohl de (1998), O Pangermanismo e o Nazismo: a Trajetória Ale¬mã rumo ao Brasil, UNICAMP/FAPESP, Campinas.
  • Mercer, José Luiz da Veiga & Nadalin, Sergio Odilon (2008), “Um Patrimônio Étnico: os Pre-no¬mes de Batismo” [Versão eletrônica], Topoi, 9(17): 12-21. Recuperado em: 30/10/2011, de http: //www.revistatopoi.org/numeros_anteriores/topoi17/topoi_17_-_artigo2_-_um_patrim%C3%B4nio_%C3%A9tnico.pdf.
  • Moraes Filho, Evaristo de (1979). “O Pensamento Político-Social de Silvio Romero”, em: Sil-vio Romero, Realidades e Ilusões no Brasil: Parlamentarismo e Presidencialismo e Out-ros Ensaios, Vozes, Petrópolis, pp. 29-53.
  • Nadalin, Sergio Odilon (1972), Clube Concórdia. Clube Concórdia, Curitiba.
  • Nadalin, Sergio Odilon (1974), A Origem dos Noivos nos Registros de Casamento da Comu¬ni-dade Evangélica Luterana de Curitiba; 1870-1969. Dissertação de Mestrado, Uni¬ver¬si-dade Federal do Paraná, Curitiba.
  • Nadalin, Sergio Odilon (1978), Une paroisse germanique au Brésil; la Communauté Évan¬gé-lique Luthériènne à Curitiba entre 1866 et 1969, thèse du doctorat 3e Cycle, EHESS, Paris.
  • Nadalin, Sergio Odilon (2000), Imigrantes de origem germânica no Brasil: ciclos matri¬mo-niais e etnicidade, Quatro Ventos, Curitiba.
  • Nadalin, Sergio Odilon (2007), “João, Hans, Johann, Johannes: Dialética dos Nomes de Batis-mo numa Comunidade Imigrante”, História UNISINOS, São Leopoldo: Universidade do Vale do Rio dos Sinos, 11(1): 14-27.
  • Nadalin, Sergio Odilon (2009), “Um Viés Determinado pela Etnicidade: os Nomes de Ba¬tis¬mo (Regis¬tros Paroquiais de uma Comunidade Luterana, Séculos XIX e XX)”, em: M.S.C.B. Bassanezi & T. R. Botelho (Org.), Linhas e Entrelinhas: as Diferentes Lei¬tu¬ras das Atas Paroquiais dos Setecentos e Oitocentos, Veredas & Cenários, Belo Hori¬zon¬te.
  • Nadalin, Sergio Odilon (2010a), “Atribución de nombres de bautismo: inmigrantes alemanes, iden¬tidad étnica y construcción de um mundo simbólico (Curitiba, Brasil: 1866-1987)”, en: Joan Bestard & Manuel Pérez García (org.), Familias, valores y representaciones. Editum (Ediciones de la Universidad de Murcia), Murcia, pp. 367-381 (Texto integral em português: http: //nuevomundo.revues.org/index28672.html).
  • Niemeyer, Ernest (1934), 50 Jahre Verein Deutscher Sängerbund, Niemeyer/Tip João Haupt & Cia, Curitiba.
  • Poutignat, Philippe & Streiff-Fenart, Jocelyne (1998), Teorias da Etnicidade, UNESP, São Paulo.
  • Roche, Jean (1968), A Colonização Alemã no Espírito Santo, Difusão Européia do Liv¬ro/¬Uni-ver¬sidade de São Paulo, São Paulo.
  • Romero, Silvio (1979), “O Alemanismo no Sul do Brasil” , em: Silvio Romero, Realidades e Ilu¬sões no Brasil: Parlamentarismo e Presidencialismo e Outros Ensaios, Vozes, Pe-trópolis, pp. 229-260.
  • Schnaper, Dominique (1984), “Essai de lecture sociologique”, em: J. Dupaquier et al. Le pré-nom, mode et histoire: Les Entretiens de Malher 1980 (recueil de contributions). EHESS, Paris, pp. 13-21.
  • Seyferth, Giralda (1981), Nacionalismo e Identidade Étnica: a Ideologia Germanista e o Gru-po Étnico Teuto-Brasileiro numa Comunidade do Vale do Itajaí, Fundação Catarinense de Cultura, Florianópolis.
  • Seyferth, Giralda (1994, outubro), Identidade Étnica, Assimilação e Cidadania; a Imi¬gra¬ção Alemã e o Estado Brasileiro, Encontro Anual da ANPOCS, Caxambu, MG, 17. Recuperado em 17 de março de 2011, de http: //www.anpocs.org.br/po¬rtal/¬pu¬bli-cacoes/rbcs_00_26/rbcs26_08.htm.
  • Seyferth, Giralda (2003), “A Conflituosa História da Formação da Etnicidade Teuto-Bra¬si¬leira”, em: N. A. Fiori (Org.), Etnia e Educação: a Escola “Alemã” do Brasil e Estudos Congê-ne¬res, Ed. da UFSC, Florianópolis; Editora Unisul, Tubarão.
  • Seyferth, Giralda (2004), “A Idéia de Cultura Teuto-Brasileira: Literatura, Identidade e os Si¬g¬ni-ficados da Etnicidade”, Horizontes Antropológicos, Porto Alegre, 10 (22): 149-197.
  • Siemens, João Udo (1992), Os Prenomes dos Descendentes de Alemães em Curitiba, tese de Dou¬torado, Universidade de São Paulo, Curso de Pós-Graduação em Letras, São Paulo.
  • Strobel, Gustav Hermann (1987), Relatos de um Pioneiro da Imigração Alemã, IHGEP, Curi-tiba.
  • Willems, Emilio (1940), Assimilação e Populações Marginais no Brasil, Nacional, São Paulo.
  • Willems, Emilio (1980), A Aculturação dos Alemães no Brasil. Estudo Antropológico dos Imigrantes Alemães e seus Descendentes no Brasil, Cia. Editora Nacional, São Paulo.
  • Zonabend, Françoise (1984), “Prénom et identité” em: Jacques Dupâquier et al. Le prénom, mode et histoire. Les Entretiens de Malher 1980 (recueil de contributions). EHESS, Paris, pp. 23-27.
Document Type
Publication order reference
Identifiers
YADDA identifier
bwmeta1.element.desklight-28f5275c-1aed-4906-b7a1-942bbc43308c
JavaScript is turned off in your web browser. Turn it on to take full advantage of this site, then refresh the page.